Historial



O Grupo Folclórico do Centro Social de Vila Nova de Sande, de Guimarães, nasceu a 05 de Junho de 1978, a partir de uma iniciativa concretizada em comunidade, mais propriamente na realização de cortejos para angariação de fundos para a construção do salão paroquial de Vila Nova de Sande.
Em 11 de Outubro do mesmo ano é eleita a primeira direção do grupo e, no mês seguinte, em Novembro, acontece a primeira aparição pública, numa pequena festa local de S.Martinho.
Depois de alguns anos de evolução sem uma sede fixa, em 1983, o Grupo instala-se no Centro Social, a sua casa até aos dias de hoje.
Em 27 de Abril de 1988, ganhou estatutos próprios com publicação no Diário da República. Em 1990, tornou-se sócio efetivo da Federação do Folclore Português e em 1996 foi inscrito no INATEL. É também sócio fundador da Associação de Folclore e Etnografia de Guimarães, desde 2001.
O Grupo Folclórico do Centro Social de Vila Nova de Sande é um dos grupos do concelho de Guimarães mais consagrados, pela forma simples e fiel com que retrata as vivências dos seus antepassados, nos seus usos, costumes e tradições, fazendo-o sempre com o máximo respeito pelas mesmas, sendo a sua época representativa de finais do século XIX e princípios do século XX.
É um grupo que investiu bastante na recolha de factos relacionados com as vivências do povo de Vila Nova de Sande, registando-os e preservando-os, para que hoje os possa divulgar pelo País e no Estrangeiro. 
Percorre o País de Norte a Sul, atuando nos melhores Festivais levados a cabo a nível nacional, como por exemplo o Festival Nacional de Folclore do Algarve em 1986 e em 1996; esteve também na bela ilha da Madeira e na ilha de Santa Maria, nos Açores; no estrangeiro teve oportunidade de atuar em vários países, como por exemplo Espanha (em Barcelona e na Galiza), no norte e centro de França, no Mónaco, em Viena de Áustria, também em Dortmund, na Alemanha, em Debrecen, na Hungria e em várias cidades do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil.
Organiza anualmente um Encontro de Reis, em parceria com o seu Centro Social, e um Festival Internacional de Folclore.
O Grupo Folclórico do Centro Social de Vila Nova de Sande retrata trajes de noivos, de luxo, de domingueiro, de namorados, de feira, de leiteira e ainda de trabalho de erva e linho.
Efetuou várias gravações e atuações para a RTP1, RTP Internacional, Rádio e Televisão dos Países Baixos, Televisão Húngara e Televisão do Rio Grande do Sul, no Brasil.
O Grupo Folclórico do Centro Social de Vila Nova de Sande tem pugnado pelo folclore de raiz da sua região, quer nos trajes, nas danças, nos cantares e nas músicas, tendo-se afirmado como um dos mais credíveis intérpretes do folclore da região do Baixo Minho.

8 comentários:

  1. O rancho as flores do minho de tourcoing (frança) esta muito contente de os ver aqui na net e tambem no facebook, lamentamos poucos videos de o vosso rancho estarem na net , e tambem poucas fotografias, aguardamos ainda muito mais... Somos fans da primeira do vosso grupo representamos a regiao do baixo minho mas temos particularmente a regiao de Guimaraes representada, por isso vos sois um exemplo pra nos aqui em terras de França; Ainda guardamos com muito carinho a cantiga que voces fizeram pra nos a vossa vinda a França na nossa associaçao e recordamos a com muitas saudades, aguardamos novidades suas e desde ja lhe desejamos muito successo....

    As Flores do MInho de TOUrcoing 59

    ResponderEliminar
  2. Olá Caros Amigos!!!
    É com muita alegria e contentamento que recebemos esta vossa mensagem!
    O Grupo Folclórico do Centro Social de Vila Nova de Sande continua a vos guardar com muito carinho no coração!
    Continuem atentos à Net porque continuaremos a divulgar informação, mais fotos e mais vídeos.
    Nós por cá continuaremos com a esperança de vos reencontrar o mais rápido possível.
    Um abraço enorme e muitas Felicidades!!!

    ResponderEliminar
  3. Boa noite amigos
    Em nome do Rancho Folclórico de Macieira da Lixa só me resta dizer, PARABÉNSSSSSS. Está excelente.
    Um abraço

    Bessa Carvalho

    ResponderEliminar
  4. tive o prazer de estar com este excelente grupo em casal do marco,seixal sem duvida um dos melhores grupos folclóricos que vi ate agora. saudacoes folcloricas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo comentário! São estas observações positivas que nos dão alento para continuarmos a desempenhar o mais fielmente possível o nosso trabalho! Saudações folclóricas!

      Eliminar
  5. De:
    Carlos M. Saraiva

    Os meus PARABÉNS por pertencerem ao universo dos associados efectivos da Federação do Folclore Português. Atingiram esse patamar, agora é o árduo trabalho de o manter. Espero encontrar-vos por aí, um dia destes, a ver-vos a actuar.
    Um abraço ao Grupo, na pessoa do seu competente Presidente.
    Um BOM ANO de 2014, cheio de êxitos pessoais e culturais para o vosso Grupo.

    ResponderEliminar
  6. Os meus parabéns pelo vosso trabalho que eu desconhecia completamente,mas que tive oportunidade de conhecer um pouco ,assistindo á vossa actuação,no passado sábado dia 16 de Agosto,em Mortágua, onde estive como elemento do Grupo Folclórico da Casa do Pessoal da Universidade de Coimbra.Gostei ,fui pesquisar e agora já vos conheço melhor e só posso desejar que continuem a ter sucesso no trabalho de qualidade em defesa da cultura popular da vossa região ,Muitos parabéns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá caro amigo! Antes de mais, pedimos desculpa pela resposta tardia à sua mensagem! Muito obrigado pelas suas palavras! O Grupo Folclórico do Centro Social de Vila Nova de Sande tem procurado sempre representar da forma mais fiel possível, as tradições dos seus antepassados. Nem sempre é fácil e nunca se consegue alcançar a perfeição, contudo trabalhos continuamente para sermos um grupo digno representante da sua região. Palavras como as suas ajudam-nos a adquirir mais alento para seguir em frente. Tudo de bom para si e felicidades para o Grupo Folclórico da Casa do Pessoal da Universidade de Coimbra, também gostamos muito de apreciar o vosso trabalho. Mais uma vez, muito obrigado!

      Eliminar